A aplicação de verniz na madeira é uma pratica fundamental, por dar durabilidade à madeira e por ser uma maneira de embelezar o material. As aplicações do verniz na madeira impede a absorção de água ou qualquer tipo de umidade, aumentando assim consideravelmente a sua vida útil.

Com o verniz, a vida útil da peça aumenta em até quatro vezes. Já uma peça sem acabamento está mais frágil e, por isso, poderá apodrecer facilmente. É possível escolher verniz com ou sem brilho, para que se adeque a qualquer projeto.

A escolha do verniz mais adequado depende da exposição da peça. Uma madeira que ficará na área interna, como um forro de telhado, por exemplo, pode ser pintado com um verniz marítimo, que tem menos filtro solar. Para esse fim, serão necessárias duas demãos. Já uma peça externa, como um portão de madeira, requer três demãos e um verniz com duplo filtro solar, para proteger melhor o produto.

A Importância do Verniz

A aplicação do verniz não é apenas uma maneira de embelezar o material, mas também uma forma de manutenção, afinal o produto traz uma série de proteções necessárias à madeira, por servir como uma base contra a umidade, bem como à incidência de pragas, como cupins, brocas ou mofo, tão comuns em residências. Existem basicamente dois tipos de vernizes: o normal, que produz uma camada protetora, e o penetrante, que entra nas fibras da madeira, providenciando uma maior proteção. Em ambos os casos, a manutenção é necessária, pois o produto não tem vida eterna: é necessário reaplicar o verniz a cada 5 anos, para garantir a sanidade da madeira, e evitar o seu apodrecimento. Vale lembrar que essa manutenção é fundamental para evitar o aparecimento de pragas na madeira, muito embora as pessoas costumem ignorar esse aviso por causa dos custos de uma repintura.

Limpeza do Material

A superfície que será envernizada deverá estar o mais limpa possível, livre de imperfeições (como pó, pequenos grãos, serragem, partículas), caso contrário, prejudicará todo o processo. A limpeza constante e os cuidados periódicos com a superfície em questão prometem maior durabilidade e resistência do verniz, assim como manter as ferramentas em ordem e limpas é fundamental. Os vernizes formam uma camada resistente na madeira, protegendo-a de brinquedos, calçados com salto alto, efeitos de produtos de limpeza, entre outros. Para locais mais difíceis de manter uma limpeza mais completa, recomenda-se aplicar goma-laca, uma espécie de resina vegetal corante que é aplicada geralmente sobre a madeira (para assim depois aplicar o verniz.). A superfície deve estrar entre 21º e 27º, nunca abaixo de 15º. O calor é necessário para o produto fluir adequadamente e facilitar a aplicação. Caso esteja frio, é possível colocar a lata do produto em uma vasilha com água quente para que atinja a temperatura adequada e desmanche pequenas bolhas existentes no produto.

Condições de Aplicação

A ventilação para secar o verniz é muito importante, pois evapora solventes voláteis e do tíner (solvente que diminui a viscosidade das tintas, do inglês thinner) usado para afiná-lo. Se o ambiente ficar fechado, o oxigênio diminuirá e os vapores dos solventes retardarão a secagem do produto. Em outras palavras, quanto maior a ventilação (troca de ar), mais rápido ele secará. Antes de aplicação do produto, deve-se lixar a madeira sempre no sentido das fibras. Garantir que as juntas se encontram perfeitamente tapadas e nas reentrâncias, comuns em mobiliários, encaixes de tábuas, ou de degraus em escadas de madeira, e saliências utilizar pincel fino, a fim de evitar acumulações do produto. Caso a madeira já tenha sido envernizada e estiver em bom estado, remova os vestígios de gorduras e produtos de manutenção anteriormente aplicados.

Se o verniz já estiver antigo e malconservado, removê-lo e proceder a uma raspagem de toda a superfície até que fique adequado para a aplicação do novo. As latas de verniz devem estar cheias e bem fechadas o tempo todo, pois qualquer quantidade de ar presente poderá ocasionar o surgimento de pequenas bolhas – como citado acima – prejudicando o material. Se tiver ainda um pouco de verniz a ser usado, deve ser filtrado com um pano fino e depositado em uma lata nova. Nós da Trade Pinturas contamos com colaboradores altamente qualificados e com grande experiência neste segmento. Solicite agora mesmo seu orçamento.

Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais

A aplicação de verniz na madeira é uma pratica fundamental, por dar durabilidade à madeira e por ser uma maneira de embelezar o material. As aplicações do verniz na madeira impede a absorção de água ou qualquer tipo de umidade, aumentando assim consideravelmente a sua vida útil.

Com o verniz, a vida útil da peça aumenta em até quatro vezes. Já uma peça sem acabamento está mais frágil e, por isso, poderá apodrecer facilmente. É possível escolher verniz com ou sem brilho, para que se adeque a qualquer projeto.

A escolha do verniz mais adequado depende da exposição da peça. Uma madeira que ficará na área interna, como um forro de telhado, por exemplo, pode ser pintado com um verniz marítimo, que tem menos filtro solar. Para esse fim, serão necessárias duas demãos. Já uma peça externa, como um portão de madeira, requer três demãos e um verniz com duplo filtro solar, para proteger melhor o produto.

A Importância do Verniz

A aplicação do verniz não é apenas uma maneira de embelezar o material, mas também uma forma de manutenção, afinal o produto traz uma série de proteções necessárias à madeira, por servir como uma base contra a umidade, bem como à incidência de pragas, como cupins, brocas ou mofo, tão comuns em residências. Existem basicamente dois tipos de vernizes: o normal, que produz uma camada protetora, e o penetrante, que entra nas fibras da madeira, providenciando uma maior proteção. Em ambos os casos, a manutenção é necessária, pois o produto não tem vida eterna: é necessário reaplicar o verniz a cada 5 anos, para garantir a sanidade da madeira, e evitar o seu apodrecimento. Vale lembrar que essa manutenção é fundamental para evitar o aparecimento de pragas na madeira, muito embora as pessoas costumem ignorar esse aviso por causa dos custos de uma repintura.

Limpeza do Material

A superfície que será envernizada deverá estar o mais limpa possível, livre de imperfeições (como pó, pequenos grãos, serragem, partículas), caso contrário, prejudicará todo o processo. A limpeza constante e os cuidados periódicos com a superfície em questão prometem maior durabilidade e resistência do verniz, assim como manter as ferramentas em ordem e limpas é fundamental. Os vernizes formam uma camada resistente na madeira, protegendo-a de brinquedos, calçados com salto alto, efeitos de produtos de limpeza, entre outros. Para locais mais difíceis de manter uma limpeza mais completa, recomenda-se aplicar goma-laca, uma espécie de resina vegetal corante que é aplicada geralmente sobre a madeira (para assim depois aplicar o verniz.). A superfície deve estrar entre 21º e 27º, nunca abaixo de 15º. O calor é necessário para o produto fluir adequadamente e facilitar a aplicação. Caso esteja frio, é possível colocar a lata do produto em uma vasilha com água quente para que atinja a temperatura adequada e desmanche pequenas bolhas existentes no produto.

Condições de Aplicação

A ventilação para secar o verniz é muito importante, pois evapora solventes voláteis e do tíner (solvente que diminui a viscosidade das tintas, do inglês thinner) usado para afiná-lo. Se o ambiente ficar fechado, o oxigênio diminuirá e os vapores dos solventes retardarão a secagem do produto. Em outras palavras, quanto maior a ventilação (troca de ar), mais rápido ele secará. Antes de aplicação do produto, deve-se lixar a madeira sempre no sentido das fibras. Garantir que as juntas se encontram perfeitamente tapadas e nas reentrâncias, comuns em mobiliários, encaixes de tábuas, ou de degraus em escadas de madeira, e saliências utilizar pincel fino, a fim de evitar acumulações do produto. Caso a madeira já tenha sido envernizada e estiver em bom estado, remova os vestígios de gorduras e produtos de manutenção anteriormente aplicados.

Se o verniz já estiver antigo e malconservado, removê-lo e proceder a uma raspagem de toda a superfície até que fique adequado para a aplicação do novo. As latas de verniz devem estar cheias e bem fechadas o tempo todo, pois qualquer quantidade de ar presente poderá ocasionar o surgimento de pequenas bolhas – como citado acima – prejudicando o material. Se tiver ainda um pouco de verniz a ser usado, deve ser filtrado com um pano fino e depositado em uma lata nova. Nós da Trade Pinturas contamos com colaboradores altamente qualificados e com grande experiência neste segmento. Solicite agora mesmo seu orçamento.

Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais