A recuperação da fachada predial é indispensável para ter um espaço bonito, revitalizado e com excelente valorização. Se essa área é bem cuidada, o prédio é visto de uma maneira melhor, atraindo mais oportunidades e conseguindo uma avaliação otimizada.


Justamente por ser tão importante é que esse processo deve passar por fases variadas. Há diversas etapas que precisam ser executadas para que, ao final, o resultado seja conforme o desejado.

Conhecer aqueles elementos, portanto, é uma forma de se preparar adequadamente e para saber o que esperar. A seguir, entenda como funciona cada passo e descubra a importância deles.

Hidrojateamento para garantir a limpeza da área

A recuperação da fachada predial deve ser iniciada, necessariamente, com um hidrojateamento em todo o espaço. A ideia é retirar possíveis impurezas, fungos e quaisquer elementos que comprometam a usabilidade e a aparência da fachada.

A água deve ser potável e tratada, de modo a eliminar resíduos e outras questões que causem algum tipo de problema nesse espaço.

O principal objetivo desse processo é reconhecer quais são os pontos que precisam de maior atenção, como ao revelar se há alguma falha estrutural, bolhas, áreas ocas e assim por diante.

Análise da situação atual para recuperação da fachada predial Com a superfície completamente limpa, é possível realizar uma análise muito completa e efetiva sobre qual é o estado a ser recuperado.

É nesse momento em que são analisados, por exemplo, problemas referentes a infiltrações ou espaços excessivamente descascadas.

Também é nessa etapa em que as áreas que não precisam de modificação são identificadas. Isso evita que o trabalho se estenda a pontos em que ele não é necessário, permitindo uma economia de recursos.

Preparação da base da fachada

Em seguida, a recuperação da fachada predial exige uma preparação da base, antes que o processo seja executado. Essa etapa garantirá o sucesso no futuro e é individual para cada prédio.

Se houver algum problema com infiltração, por exemplo, é necessário consertar a causa do quadro, assim como aplicar impermeabilizantes. Também é preciso pensar em questões como o uso do emboço e da argamassa, lixamento, retirada de pastilhas antigas e etc.

O objetivo é deixar a fachada preparada para receber as devidas modificações. A partir daí, o resultado ficará melhor e, principalmente, mais durável.

Aplicação dos novos elementos de renovação

Feito tudo isso, é chegado o momento de renovar a fachada, de maneira propriamente dita. Essa etapa exige a utilização dos novos itens, como o uso de pintura ou jateamento especial, aplicação de revestimentos e assim por diante.

Tudo deve ser executado com profissionais capacitados e com muita estruturação. As áreas protegidas não exigem modificações e, portanto, devem ser excluídas do projeto.

Também é importante que tudo ocorra com maior agilidade, de modo a garantir um bom efeito com custos menores e em um tempo reduzido.

O resultado obtido deverá estar de acordo com o que foi contratado e, principalmente, deve ter garantidas de durabilidade mínima.

A recuperação da fachada predial começa com a limpeza e o diagnóstico, partindo para a preparação e modificação. Assim, garante-se um ótimo efeito, com tudo acontecendo de maneira segura e durável.

Se ainda tiver alguma dúvida ou quiser acrescentar algo ao post, não deixe de participar do blog, fazendo um comentário

Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais

A recuperação da fachada predial é indispensável para ter um espaço bonito, revitalizado e com excelente valorização. Se essa área é bem cuidada, o prédio é visto de uma maneira melhor, atraindo mais oportunidades e conseguindo uma avaliação otimizada.


Justamente por ser tão importante é que esse processo deve passar por fases variadas. Há diversas etapas que precisam ser executadas para que, ao final, o resultado seja conforme o desejado.

Conhecer aqueles elementos, portanto, é uma forma de se preparar adequadamente e para saber o que esperar. A seguir, entenda como funciona cada passo e descubra a importância deles.

Hidrojateamento para garantir a limpeza da área

A recuperação da fachada predial deve ser iniciada, necessariamente, com um hidrojateamento em todo o espaço. A ideia é retirar possíveis impurezas, fungos e quaisquer elementos que comprometam a usabilidade e a aparência da fachada.

A água deve ser potável e tratada, de modo a eliminar resíduos e outras questões que causem algum tipo de problema nesse espaço.

O principal objetivo desse processo é reconhecer quais são os pontos que precisam de maior atenção, como ao revelar se há alguma falha estrutural, bolhas, áreas ocas e assim por diante.

Análise da situação atual para recuperação da fachada predial Com a superfície completamente limpa, é possível realizar uma análise muito completa e efetiva sobre qual é o estado a ser recuperado.

É nesse momento em que são analisados, por exemplo, problemas referentes a infiltrações ou espaços excessivamente descascadas.

Também é nessa etapa em que as áreas que não precisam de modificação são identificadas. Isso evita que o trabalho se estenda a pontos em que ele não é necessário, permitindo uma economia de recursos.

Preparação da base da fachada

Em seguida, a recuperação da fachada predial exige uma preparação da base, antes que o processo seja executado. Essa etapa garantirá o sucesso no futuro e é individual para cada prédio.

Se houver algum problema com infiltração, por exemplo, é necessário consertar a causa do quadro, assim como aplicar impermeabilizantes. Também é preciso pensar em questões como o uso do emboço e da argamassa, lixamento, retirada de pastilhas antigas e etc.

O objetivo é deixar a fachada preparada para receber as devidas modificações. A partir daí, o resultado ficará melhor e, principalmente, mais durável.

Aplicação dos novos elementos de renovação

Feito tudo isso, é chegado o momento de renovar a fachada, de maneira propriamente dita. Essa etapa exige a utilização dos novos itens, como o uso de pintura ou jateamento especial, aplicação de revestimentos e assim por diante.

Tudo deve ser executado com profissionais capacitados e com muita estruturação. As áreas protegidas não exigem modificações e, portanto, devem ser excluídas do projeto.

Também é importante que tudo ocorra com maior agilidade, de modo a garantir um bom efeito com custos menores e em um tempo reduzido.

O resultado obtido deverá estar de acordo com o que foi contratado e, principalmente, deve ter garantidas de durabilidade mínima.

A recuperação da fachada predial começa com a limpeza e o diagnóstico, partindo para a preparação e modificação. Assim, garante-se um ótimo efeito, com tudo acontecendo de maneira segura e durável.

Se ainda tiver alguma dúvida ou quiser acrescentar algo ao post, não deixe de participar do blog, fazendo um comentário

Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais